Cinco coisas que você precisa saber sobre a rinoplastia em adolescentes

A cirurgia de nariz é uma das mais comuns entre os adolescentes. É feita em ambiente hospitalar e com anestesia geral, mas é possível ir para casa no mesmo dia do procedimento. Pode ser feita para mudar a aparência, na maioria das vezes para a diminuição do nariz, ou por indicação médica por problemas fisiológicos – um desvio do septo, por exemplo.  Como informação nunca é demais, listamos algumas perguntas que podem ajudar na decisão pela cirurgia. Mas é bom lembrar que é apenas uma ajuda, pois a avaliação definitiva deve ser feita pelo médico de confiança.

  1. Quando pode ser feita?

O ideal é que o adolescente espere chegar ao tamanho adulto, isto é, entre 15 e 16 anos para meninas e um pouco mais tarde para os meninos. Só um médico poderá avaliar com precisão se já é o momento certo.

  1. Existe mais de um tipo de cirurgia?

Sim, existem alguns tipos:

remoção de “calo” do nariz;

endireitamento do osso;

remodelagem da ponta do nariz;

aumento ou diminuição do tamanho das narinas;

correção do nariz pós-acidente;

abertura das passagens respiratórias.

  1. E quais são os riscos?

Como em qualquer procedimento cirúrgico, há sempre riscos. Entre eles, sangramentos, infecções e reações alérgicas à anestesia; e que não há como prever. Também é possível que haja dormência no nariz por algum tempo, inchaço e algum dano permanente ao nervo do órgão.

  1. O que deve ser levado em conta para se decidir sobre a cirurgia?

Antes de tomar a decisão, os adolescentes e seus responsáveis devem fazer uma consulta com um médico especialista, no caso o otorrinolaringologista, e avaliar os riscos e benefícios da cirurgia. É preciso ter certeza de que o adolescente já esteja maduro o suficiente para entender as implicações de um procedimento cirúrgico e o resultado definitivo.

  1. E como é a recuperação?

Como em todo processo pós-cirúrgico, é preciso paciência por parte de quem passou pela cirurgia e de apoio por quem o acompanha, no caso familiares e amigos. No pós-cirúrgico imediato, é preciso manter a cabeça elevada por pelo menos 24 horas após a operação.  Uma certa dor e inchaço é normal neste primeiro momento. A aparência logo após a cirurgia não é muito agradável e irá demorar um pouco, até semanas, para se conhecer o resultado final.

É sempre bom ter em mente, ainda mais se tratando de adolescentes, que o resultado físico pode não trazer o resultado emocional esperado, por isso que quanto mais orientado e ciente das escolhas, melhor será o desfecho.

Sobre o Dr. Jessé Teixeira de Lima Júnior

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Fez Residência Médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. Doutor em Otorrinolaringologia pela Universidade de São Paulo. Suas áreas de atuação são Otorrinolaringologia adulto e pediátrica e Cirurgia Otorrinolaringológica Estética e Funcional. Médico Assistente do Hospital de Base do Distrito Federal.

Sobre a Otorrino Center

A Clínica Otorrino Center foi formada com o objetivo de fornecer ao paciente um atendimento personalizado e de qualidade. A Clínica vem aumentando sua área de atuação, por meio de profissionais qualificados, com o intuito de realizar uma medicina preventiva e resolutiva. Desde 2010, mais uma unidade foi inaugurada, a do Hospital Santa Helena, oferecendo pronto atendimento e suporte de emergência ao paciente. Em 2012 foi inaugurada a sede, mais moderna, ampla e confortável, no Ed. Jaime Leal, agregando novos exames e profissionais, com atendimento humanizado e personalizado.

 

Veja Também

Referência em Otorrinolaringologia


Menu