Com tratamento adequado, os resultados são mais eficazes do que em adultos

Labirintite é um processo inflamatório que atinge o labirinto – região do ouvido interno, responsável pelo equilíbrio. Aterações no labirinto podem causar tonturas, náuseas, ansiedade, sensação de mal-estar e até ataques de pânico.

Pouca gente sabe, mas até bebes podem ter Labirintite.

No caso das crianças, o diagnóstico quase sempre é tardio, o que pode trazer sérios problemas, segundo o médico Ítalo Medeiros.

Superação

A falta de equilíbrio, de noção de espaço e o jeito desastrado de Giovanna Prado, lhe renderam em família a fama de estabanada, que ela confirma:

 – Eu ficava caindo toda hora, andava torto e batia nas coisas. Minha mãe me chamava de pata. O que Giovanna sentia na verdade eram tonturas, náuseas, dificuldade de aprendizado – que ela mesma relata com tristeza:

 – Ficava tudo embaralhado, não dava para eu ver, nem escrever direito.

Segundo sua mãe, Rosimar Pacini, os problemas de Giovanna começaram depois de uma forte infecção no ouvido. Rosimar levou a menina a vários especialistas. O problema de Giovanna, como o de muitas crianças é Labirintite.

Tratamento

O médico Medeiros diz que às vezes as crianças choram quando sai do berço para o colo da mãe, exatamente porque ela estava segura no apoio:

 – É difícil uma criança chegar no consultório dizendo que tem uma tontura.

 O tratamento varia de acordo com a idade e a gravidade da doença, mas inclui o uso de medicamentos, alterações na dieta e um acompanhamento chamado reabilitação vestibular. A fonoaudióloga Elaine Shizue Novalo explica como funciona este tratamento.

 – Os exercícios vão fazer com que o cérebro aprenda a reutilizar essas informações de forma correta. E a pessoa para de ter tontura.

Nas crianças o tratamento adequado é muito mais eficiente. A melhora pode chegar a 100% em casos como o de Giovanna, que faz a sessão com a fonoaudióloga uma vez por mês e repete os exercícios todos os dias em casa. E ela já sente os resultados:

 – Estou me sentindo livre. Eu estou bem agora.

Fonte: R7

Menu