Não é exagero nenhum dizer que, principalmente, quem vive nos grandes centros urbanos respira um ar nada recomendável. E essa é uma realidade mundial. A poluição é provocada por fatores como desmatamento de áreas verdes, descarga de poluentes na atmosfera por indústrias de vários segmentos e emissão de gases por automóveis. No último caso, é bem verdade que os fabricantes têm sido pressionados a colocar em circulação carros mais sustentáveis, porém ainda falta um bom caminho para as mudanças serem 100% cumpridas. E, ainda assim, não é possível eliminar o que já foi parar no ar nas últimas décadas. Como resultado convivemos com um ar “irrespirável” que interfere nas condições climáticas do planeta. Especialistas insistem em dizer que eventos como aumento da temperatura global e dos níveis dos oceanos e o efeito estufa são apenas um sinal do que ainda está por vir, caso não haja providências pontuais e eficazes para tentar impedir mais danos. A atual atmosfera é repleta de gases e partículas agressivos encontrados em níveis considerados inaceitáveis para a saúde humana. O cenário é propício a inúmeros problemas dermatológicos, visuais e respiratórios, estes já com reais consequências que vão desde alergias, rinites e sinusites até câncer de laringe, faringe e pulmão. Sem dúvida que a situação exige políticas públicas de longo alcance em curto, médio e longo prazo. Todavia, as mudanças podem começar a partir de uma preocupação com a responsabilidade social. Isto quer dizer que cada um pode e deve adotar pequenas atitudes voltadas à garantia da própria saúde e, em consequência, do bem-estar coletivo:
  • use e abuse da bicicleta como transporte. Esta tem sido uma tendência em várias cidades no Brasil e do exterior. Além de não ser poluente, melhora o condicionamento físico e acaba com o sedentarismo;
  • dê preferência aos automóveis sustentáveis. Se houver um carro em circulação menos prejudicial ao ar, já faz a diferença;
  • opte por eletrodomésticos que consomem menos energia;
  • pratique atividade física com regularidade para melhorar a capacidade respiratória e o fluxo de ar;
  • evite o cigarro;
  • nas horas vagas e folgas prolongadas, busque estar em locais onde não há tanta contaminação;
  • a vacinação é uma medida importante para combater diversas doenças respiratórias como pneumonia e gripe. Este é um cuidado a ser adotado não só com as crianças, mas com os adultos também.
Saiba mais sobre a Otorrino Center
A Clínica Otorrino Center foi formada com o objetivo de fornecer ao paciente um atendimento personalizado e de qualidade. A Clínica vem aumentando sua área de atuação, por meio de profissionais qualificados, com o intuito de realizar uma medicina preventiva e resolutiva. Desde 2010, mais uma unidade foi inaugurada, a do Hospital Santa Helena, oferecendo pronto atendimento e suporte de emergência ao paciente, e em 2012 foi inaugurada a sede, mais moderna, ampla e confortável, no Ed. Jaime Leal, agregando novos exames e profissionais, com atendimento humanizado e personalizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu