Rinite alérgica na infância: saiba como evitar as crises

A rinite alérgica é a doença crônica da mucosa do nariz que pode afetar tanto adultos quanto crianças. Caso associada a outras doenças, como asma, conjuntivite ou sinusite, pode provocar um impacto ainda maior na vida das pessoas.  Os principais sintomas da rinite alérgica são: espirros seguidos ou em crises, coriza aquosa, obstrução nasal e prurido que se iniciam após exposição a alérgenos, como poeira, ácaros, ou poluentes ambientais. A doença pode começar em qualquer fase da vida, sendo mais comum na infância e adolescência.  Dessa forma, caso a criança apresente obstrução nasal, respire pela boca, sofra com ronco noturno e com coceira nos olhos e nariz, ela pode ter rinite alérgica.  Seu tratamento é feito com o auxílio de medicamentos. Além disso, é importante controlar o ambiente, afastando os alérgenos e poluentes que prejudicam a criança. Confira agora como evitar as crises: 

Como evitar crises de rinite alérgica nas crianças

Os especialistas costumam recomendar as seguintes medidas para evitar crises de rinite nas crianças: 
  • Manter a casa arejada e ensolarada, evitar umidades ou vazamentos e não abusar dos umidificadores de ar.
  • Evitar carpetes, tapetes ou forrações, especialmente no quarto.
  • Evitar móveis estofados ou objetos que acumulem pó.
  • Manter bichos de pelúcia ensacados com plástico e não deixar objetos amontoados.
  • Retirar o pó com pano úmido, evitando vassouras ou espanadores.
  • Aspirar os colchões semanalmente.
  • Colocar capas impermeáveis no colchão e travesseiro e limpá-las com pano úmido toda semana. Lavá-las a cada dois ou três meses.
  • Lavar roupas de cama semanalmente com água quente (acima de 60ºC).
  • Evitar cobertores de lã – preferir edredons e lavá-los com frequência.
  • Evitar cortinas pesadas, longas ou com muitas camadas de pano. Preferir persianas verticais de PVC (limpar com pano úmido semanalmente).
  • Animais de pelos – mantê-los fora de casa e principalmente fora do quarto. Nunca na cama. 

Atenção aos poluentes domiciliares

É importante destacar que poluentes como fumaça de cigarro, poluição e odores fortes são irritantes primários. Dessa forma, agridem a mucosa respiratória, então devem ser evitados. O próprio cigarro está associado a diversas doenças respiratórias na infância, pois filhos de pai ou mãe com o hábito de fumar se tornam fumantes passivos. 

Sobre a Otorrino Center

A Clínica Otorrino Center atua com o objetivo de fornecer aos seus pacientes um atendimento personalizado e de qualidade. Graças aos seus profissionais qualificados, a clínica tem expandido sua área de atuação, oferecendo medicina preventiva e resolutiva em suas duas unidades, localizadas na Asa Norte e em Ceilândia. Acompanhe outras dicas de saúde em nossa rede social. Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria

Veja Também

Referência em Otorrinolaringologia


Menu